Incoerências da Vida 6

Geyse Arruda foi perseguida na faculdade onde estudava por estar usando um vestido muito curto; vários alunos a xingaram e ameaçaram de estupro; ela só conseguiu sair quando a polícia militar chegou para ajudá-la. Após o ocorrido, um video feito por um dos alunos foi parar no Youtube; depois saiu nos jornais e TV.

Não vou analisar a atitude das pessoas que a agrediram e muito menos a da própria “Geyse”; não me importa quem estava certo e se é que alguém estava certo neste caso. A questão, a incoerência, veio com a chamada de um programa humorístico que anunciava a participação especial de… “Geyse Arruda”!

Isso mesmo. “Geyse” é a participação “especial”.

Nada contra a menina, mas, também, o que ela possui para ser “especial”? Não faz nenhum sentido a valorização de uma figura tão inútil. Não só desta “Geyse”, mas de qualquer “personalidade” estruturalmente efêmera. Existem tantas pessoas talentosas no nosso país, tantas pessoas inteligentes e criativas, não precisamos usar esse tipo de apelação.

Incoerentes não são as empresas midiáticas – elas dão o que a audiência quer ou aceita. A incoerência está na população brasileira que valoriza a participação “especial” de indivíduos que não agregam nada à sociedade. Podem ser excelentes pessoas, mas para o bem público, não passam de entretenimento vazio, emburrecedor e anestésico.

3 Respostas to “Incoerências da Vida 6”

  1. Leticia Fonti Says:

    A curiosidade humana é realmente muito esquisita. Por que se importar com algo que não acrescenta nada ao nosso intelecto? Porque não somos acostumados a raciocinar. Infelizmente, nossa educação não prepara as pessoas para formarem opinião, mas, simplesmente, para reduzir as estatísticas de analfabetismo.

  2. As pessoas realmente compram mais coisas que são mais “baratas”, é mais fácil para elas conviverem com isso à ter que entender a complexidade de certas pessoas que iriam fazer valer aquele espaço. Entretanto, essas mesmas pessoas são formadas por aquilo que elas entendem por mundo e para muitas o mundo se limita as coisas fúteis nos veículos de comunicação em massa, é um ciclo vicioso…

  3. MCarmo Says:

    Guto
    Concordo plenamente com o que vc escreveu sobre a incoêrencia, não porque você é meu filho, mas sim pela sua verdade, que tb é a minha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: